Desafios dos profissionais de RH
Liderança,  Recursos Humanos

Top 5 Forbes – desafios dos profissionais de RH em 2021

 

É incontestável que os profissionais de Recursos Humanos têm enfrentado enormes desafios durante a pandemia no que diz respeito a diversos aspetos ligados ao bem-estar dos funcionários, mas não só.

A Forbes publicou um artigo com o top five dos desafios enfrentados pelos profissionais da área, como listaremos a seguir:

 

1 – Amenizar a pressão nos períodos de incerteza

A união de fatores como o trabalho remoto, o isolamento social e a falta de segurança no emprego ampliou a crise de saúde para uma crise de saúde mental. Em um artigo publicado no British Medical Journal, especialistas em saúde pública alertaram que o impacto da pandemia na saúde mental provavelmente durará muito mais que o impacto na saúde física.

De acordo com o artigo publicado na Forbes por Eric Friedman, os líderes de RH devem tomar algumas medidas para diminuir esta pressão, como promover a interação social, fornecer benefícios adicionais de saúde mental e apoio, bem como manter a transparência quando o assunto for demissões.

 

2 – Condução respeitosa e legalmente aceitável das demissões

Quando reduzir o quadro de funcionários se faz necessário, os responsáveis pelo RH da organização devem, antes de tudo, planear e gerenciar os processos de demissão de maneira que os critérios sejam os mais justos e coerentes possíveis para determinar quem fica e quem sai. Deve-se utilizar testes de avaliação de habilidades e competências relevantes para o trabalho dos funcionários e levar em consideração uma análise comportamental. É fundamental que tais critérios sejam claramente definidos e mensuráveis.

 

3 – Cumprir as promessas de diversidade, equidade e inclusão

A pandemia, os avanços tecnológicos e a rápida transformação digital possibilitam a combinação de soluções que aliam tecnologia e uma abordagem voltada para o ser humano. Por exemplo, as plataformas de testes de habilidades dão às organizações a oportunidade de ter um método objetivo e imparcial de avaliação de talentos adequados às funções do trabalho.

Segundo Eric Friedman, membro do conselho de Recursos Humanos da Forbes, tais plataformas identificam talentos com base em suas habilidade e ignoram critérios mais subjetivos. Elas permitem, inclusive, que sejam removidas informações de identificação, para que o RH possa tomar decisões mais imparciais nos processos de contratação.

 

4 – Melhorar a eficiência operacional

Um desafio importante para o RH é conectar as eficiências operacionais em novos modelos. Para isso, é preciso adotar algumas mudanças estruturais que apoiem processos, como achatar estruturas hierárquicas e delegar tomada de decisões.

Além disso, implementar novas ferramentas de tecnologias para auxiliar nos processos de contratação, como testes de habilidades online e entrevistas por vídeo sob demanda e o desenvolvimento de processos para redistribuir talentos internos.

Os líderes de Recursos Humanos devem aproveitar e tornar algumas das mudanças permanentes no pós-crise.

 

5 – Fazer o trabalho remoto funcionar

Ainda segundo o artigo, à medida que avançamos em 2021 , é evidente que o trabalho remoto veio para ficar, seja totalmente remoto ou híbrido. As organizações acabaram por acelerar os investimentos em tecnologia, o que permitiu aos funcionários trabalhar remotamente. Este ano e para o futuro, os líderes de RH devem promover e atualizar as políticas que regem o trabalho remoto.

 

As organizações mudaram e a forma como o RH funciona também. Com o passar do ano, novas mudanças estão a ser implementadas, e, o que teve de ser feito às pressas em 2020, agora deixa aprendizados e uma nova realidade, com aspetos que foram testados e não deram certo, e outros que certamente vieram para ficar.

Leia, também, o nosso artigo sobre o profissional de RH do futuro.

*Por Cristine Rocha

Deixe seu comentário

%d bloggers like this: