Comunicação interna
Comunicação

Tempo para a comunicação interna

A comunicação interna é, sem dúvidas, fundamental para a vida de qualquer organização. O cuidado com a produção do conteúdo e a definição de objetivos são fatores primordiais para informar, gerar engajamento e criar relacionamento com os funcionários.

Hoje, com o uso das tecnologias, presentes no meio e na mensagem, a qualidade de produção não perde em nada para a comunicação externa, mas, no final das contas, para que serve um texto se não for lido, um vídeo se não for visto e uma página interna sem visitas?

Muitas vezes, são realizadas pesquisas internas para perceber o motivo da falta de alcance ou interesse por parte do público interno, no entanto, a seguinte pergunta deve ecoar na mente dos gestores com toda sinceridade. A que horas um funcionário deve parar para ler o conteúdo que é voltado para si?

No meio de todas as tarefas normais do cotidiano empresarial, as pessoas acabam por não dedicar um tempo para ler uma newsletter, a revista interna ou aceder à Intranet, já que as metas e os prazos não costumam ser dos mais alargados. E, quando o fazem, é como se estivessem a enganar o chefe, a fugir do trabalho, e, por este motivo, dão apenas uma vista de olhos a um ou outro canal de comunicação.

É preciso que as empresas proporcionem espaços dedicados a esse fim, como, por exemplo, um tempo durante uma reunião de equipa para que leiam o conteúdo de comunicação interna e comentem sobre os assuntos que lhes sejam importantes.

Na hora do almoço, os assuntos da vida pessoal precisam ser resolvidos. Em casa, as pessoas precisam, obviamente, relaxar e dar atenção para suas famílias. Mesmo hoje, com a realidade do teletrabalho, há de se ter a delimitação saudável do horário do expediente.

Cada empresa saberá o que é mais indicado para si, o que cabe em sua rotina, entretanto, o que certamente não pode acontecer é que os funcionários percam a oportunidade de se informar, afinal, não há comunicação interna sem audiência, sem o destinatário da mensagem.

Leia, também, o nosso artigo sobre as diferenças entre a comunicação interna e o marketing interno.

*Por Cristine Rocha

Deixe seu comentário

%d bloggers like this: