Ser resiliente no trabalho
Competências comportamentais

Aprenda a ser resiliente no trabalho

Quando falamos em ser resiliente no trabalho, logo pensamos em aguentar mais, em sermos mais fortes e resistentes. Mas, na verdade, a resiliência tem muito mais a ver com recuperação do que com a ideia de que devemos resistir a tudo o que nos acontece.

É o que descobrimos ao ler um artigo escrito por Shaum Achor e Michelle Gielan, dois estudiosos da felicidade e da psicologia positiva. Este artigo foi publicado no livro “Inteligência Emocional – Resiliência”, da Harvard Business Review Press.

Os autores falam, justamente, sobre a necessidade que o nosso corpo e a nossa mente têm de voltar ao estado de equilíbrio, ou seja, de recuperarem-se da agitação causada pelo excesso de estímulos e de trabalho em nossa vida cotidiana.

Chegamos a casa, mas não conseguimos relaxar. Parece mesmo que não nos desconectamos. Quase acreditamos que perdemos esta capacidade.

Não é para menos, já que onde quer que estejamos há um Wi-Fi, uma rede para conectarmos os nossos sentidos e estarmos sempre em alerta.

Quando é que nos recuperamos? Muitas vezes, nem mesmo quando estamos a dormir. Quantos de nós conseguem ter um sono verdadeiramente reparador?

A verdade é que o problema você já conhece, entretanto, queremos falar sobre a solução. O que ajuda uma pessoa a ser resiliente no trabalho então?

Pare!

Isso mesmo. Pare um pouco.

Encontre espaços de recuperação. Desconecte-se.

Assim, você poderá voltar às suas funções e dar conta das adversidades com mais tranquilidade.

Em outras palavras, não adianta pensar que vamos ser fortes e aguentar mais um pouco, mesmo esgotados, e que isso significa resiliência. Não é verdade. A única coisa que você vai conseguir é ficar doente.

Siga estas 3 dicas simples para uma boa recuperação e aprenda a ser resiliente no trabalho

1 – Quando estiver em uma sala de espera, faça isso, apenas espere. Esqueça o telemóvel por alguns minutos.

2 – Nas férias, relaxe, desfrute da paisagem e da companhia das pessoas.

3 – Promova espaços de recuperação no seu dia a dia. Você não vai ter tempo de sobra, terá mesmo que promover estes espaços. Nem que seja apenas por um minuto, pare e preste atenção a sua respiração.

E lembre-se: a nossa mente também precisa respirar.

 


Por Cristine Rocha

Leia, também, o nosso artigo sobre o trabalho nos dias de hoje e a nossa necessidade por flexibilidade

Deixe seu comentário

%d bloggers like this: