Diferença entre comunicação interna e marketing interno
Comunicação

Entenda a diferença entre comunicação interna e marketing interno

Muitas pessoas perguntam qual é, afinal, a diferença entre comunicação interna e marketing interno, e muitas também são as respostas que você pode encontrar. Podemos dizer que, para simplificar a questão, basta que você tenha em mente as palavras “informar e convencer”.

Os esforços de comunicação interna visam informar os funcionários através de materiais e plataformas, como newsletter, panfletos, email, Intranet, entre outros.

Já no caso do marketing interno, o trabalho é, além de informar sobre as estratégias da empresa, convencer os funcionários (que são vistos como clientes internos) a respeito do poder da marca, da visão da organização e, principalmente, fazer com que eles vivam a cultura da empresa.

O que acontece é que, em geral, quando se pensa em marketing, logo se pensa em consumidores. No entanto, as práticas de marketing para o público interno garantem que os funcionários trabalhem de maneira motivada e consistente com os objetivos da organização, o que, sem dúvida, possibilita que a empresa alcance seus objetivos junto aos seus consumidores.

Dito isto, podemos assegurar que de nada adianta tentar persuadir o público externo sobre os valores, produtos e serviços de sua empresa se não houver antes um trabalho feito dentro de casa, dentro das paredes da organização, para que o seu público interno realmente acredite no trabalho que desempenha todos os dias e no que a empresa entrega para seus clientes.

A comunicação interna e o marketing interno têm ambos a sua importância, entretanto, cada um é voltado para a obtenção de um resultado diferente.

As estratégias de comunicação são voltadas para dar a conhecer sobre procedimentos, diretrizes, planos, projetos, mudanças etc.

Já no caso do marketing interno, as lideranças pretendem disseminar os valores, a cultura e o espírito organizacional, com o objetivo de gerar integração e criar uma conexão emocional entre funcionários e empresa, o que gera um sentimento de pertencimento e estimula a lealdade e a transmissão de uma imagem positiva da organização para os seus mais diversos públicos.

Leia, também, o nosso artigo sobre a interação dentro das organizações.

*Por Cristine Rocha

Deixe seu comentário

%d bloggers like this: